O impacto do fim das curtidas! Blog

O impacto do fim das curtidas!
07
Ago
Postado por: Willian Miranda

O impacto do fim das curtidas!

O impacto do fim das curtidas!

Com o “fim” dos likes do Instagram, muitos debates se abriram sobre o que motiva essa mudança. No mundo dos negócios, significa que digital influencers e empresas não estão atraindo o público de maneira certa.

De acordo com a própria empresa, “queremos que os seus seguidores foquem no que você compartilha, não em quantas curtidas os posts têm.” O que equipe da rede social quis dizer é: “Queremos conteúdo relevante para os nossos usuários.”

Nós sabemos que isso é um game changer para todos que o utilizam, não só para buisness, mas muda o pensamento e comportamento do usuário. Antes de debatermos o que tinha de errado, vamos contextualizar o histórico do app.

3 bilhões de dólares fazem a diferença

Quando o Facebook comprou a empresa em 2011, no valor de 1,8 bilhão de dólares, a ideia era poder compartilhar as fotos da plataforma na rede social principal. Não ultrapassava esse espectro. Fotos bonitas em 2 aplicativos diferentes. O que não gostar?

Contudo, alguns anos depois, com as falhas tentativas de compra do Snapchat (a última oferta foi de 3 bilhões de dólares), o aplicativo passou por mudanças estratosféricas. Identidade visual, recursos novos, o Instagram estava de cara nova. Permaneceu em constante evolução e, em abril de 2019, anunciou o fim das visualizações de likes.

O que tinha de errado?

O modelo de buisness adotado para divulgação e mensuração era errado. Vamos exemplificar para entender melhor.

Você é e você tem um concorrente y. Você tem o dobro de seguidores e muito mais curtidas que a empresa rival. Agora, em época determinada do ano, vocês lançam um produto novo, bem semelhante e com preço igual. Ambos anunciam no Instagram, aplicam valor de impulsionamento e etc. X atinge 100 likes e vende, na primeira semana 40 unidades do produto. Y atinge 80 likes e vendeu exatas 80 unidades.

Guiarmo-nos pelos números de curtidas, é algo relativo. Existem pessoas que simplesmente curtem as coisas, e existem pessoas do público seleto que vão ser impactados. Like não significa compra feita.

O que y acertou? O design do post? A legenda? Todos esses fatores sempre foram importantes e, apesar disso, empresas e influencers mensuravam os resultados ou acreditavam no potencial por causa de dois tapinhas na tela. Isso tinha de acabar.

Como isso se encaixa no marketing digital?

Nosso trabalho é analisar todos estes dados, estas mudanças e aplicar em planejamento estratégico. Não se trata de só fazer um post ou uma campanha bonita, e sim mostrar a quem vê isso tudo, que se trata sobre ela tudo isso. Vendemos para alguém porque esta pessoa precisa. O lucro é a consequência.

Por isso fazemos o que fazemos e é por isso que o Instagram decidiu mudar as regras do jogo. O motivo de existirmos é o cliente, se trata de valorizar quem nos mantém.

E você? Quer mostrar pro seu público que ele importa? Vamos impulsionar o seu negócio!

 

Entre em contato conosco!